Filmes | SetembroPolicial2

Dica de Filme: O Juiz

26 de setembro de 2017

Já assisti esse filme umas três vezes e a ultima foi para poder recordar de alguns detalhes e trazer para vocês, pois este filme me marcou por conta da relação do pai e filho, é linda e emocionante. O simples fato de ler o titulo do filme me leva para a historia e gosto de filmes que deixam essa marca, mas vamos a historia.

Aqui conhecemos Hank Palmer ( Robert Downwy Jr.) um homem negligente em diversos aspectos da sua vida pessoal, mas que mantem seu lado profissional perfeito, conhecido como um advogado de sucesso. Mas sua vida vira do avesso de vez,quando recebe um telefonema informando do falecimento da sua mãe.  Então ele terá que voltar para sua cidade natal na qual saiu na intenção de nunca mais voltar.

Chegando lá ele é recebido de uma forma muito hostil pelo restante da família que consiste em seu pai Joseph (Robert Duval) e seus dois irmãos. Então resolve sair de lá o mais rápido possível, porem é informado que seu pai o Juiz da cidade, está sendo acusado de assassinato de um homem no qual ele condenou há 20 anos.

Hank decide pegar o caso para si, ignorando o fato de não se entender com seu pai, mas ele descobre que o Juiz não se recorda do ocorrido, o que vai se parecendo como uma causa ganha vai adquirindo novos empecilhos. Será que Hank conseguirá defender seu próprio pai no tribunal? O que ele terá que fazer para que isso ocorra? Ele esta preparado para os segredos que irão surgir?

Como disse no inicio foi um filme que me marcou, pelo fato de que não é apenas um filme de tribunal, temos um filho que tem que defender o pai o que não é uma tarefa fácil e fica ainda mais difícil por conta da relação deles. Hank é conhecido por nunca perder uma causa, não quer manchar sua carreira, seu pai que sempre aparentou ser correto e honrável, tem medo da condenação pelo fato de que estão em jogo todas as suas sentenças proferidas por ele.

Desse jeito, temos um paralelo o julgamento do homicídio, que envolve o renomado Juiz da cidade e a relação pai e filho, que sem duvidas, é o auge do filme. Você sente a entrega dos atores, que por diversas vezes me emocionou. Mas seria besteira minha focar só neles, temos outros personagens que são inseridos na trama e detalhados, para que não ficamos sem entender o porquê de fulano ter surgido.

A fotografia está linda, de um ponto de vista estético temos um estilo vintage, que casou perfeitamente com a trama. Temos diálogos muito bem construídos, trilha sonora que casou com todo o cenário.  Mas não vou mentir dizendo que não tem clichê, que às vezes faltou um pouco de ritmo e foco, faltou sim, mas nada que te faça largar o filme na metade, pelo contrario.

Vale a pena ser visto, um filme que expõe dramas familiares, fala da ética e da moral, então se você gosta disso, veja este filme!

Título: O Juiz  – Direção: David Dobkin Ano de Produção: 2014
Gênero: Drama – Duração: 141 min. Nota: 4.5/5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *